Resenha: Perdida



Oi meninas, tudo bem?
Ganhei perdida em novembro do ano passado e como já tinha alguns livros para ler coloquei na estante até que no início do mês resolvi dar uma chance a ele e resolvi ler a sinopse para ver do que se tratava o livro.

Sinopse: Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam. Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke. Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos... 

Depois de saber do que se tratava comecei a ler aos pouquinhos e depois de um tempo estava devorando os capítulos como uma louca.

Ele começa contando sobre Sofia, uma jovem de 24 anos, cética em relação ao amor, viciada em tecnologia e dependente das facilidades do mundo moderno até que seu celular caí em um vaso sanitário durante um happy hour e ela se vê obrigada a procurar outro aparelho no dia seguinte.

Na busca pelo celular perfeito ela pede a vendedora um aparelho que tenha várias funções para facilitar seu dia, a vendedora lhe o oferece o "aparelho perfeito", ao tentar ligar o aparelho Sofia é transportada para o ano de 1930, desnorteada Sofia não sabe o que fazer até que Ian aparece montado em um cavalo e a hospeda em sua casa onde vive com sua irmã mais nova Elisa.

As reações de Sofia ao desbravar coisas cotidianas do século XIX são hilárias, o objetivo da personagem é voltar para casa porém sofia não faz ideia de como voltar, então tenta achar dicas de como voltar, e nessa jornada ela acaba criando laços com afetivos com alguns personagens.

Enquanto lia me senti em 1930 junto de Elisa, a história é muito envolvente e faz com que você se apegue aos personagens. É um livro maravilhoso para quem gosta de histórias divertidas, românticas e viagem no tempo. As quase 500 páginas não tornam o livro cansativo muito pelo contrário, é um livro muito gostoso de ler.



Eu amei ler Perdida, achei a história tão boa que deveria virar filme e enquanto fuxicava o facebook da autora descobri que as gravações já começaram e fiquei super animada pois se tornou um dos meus livros favoritos.
Perdida é o primeiro livro da série que leva o mesmo nome do livro, o segundo livro chama se Encontrada e a Autora anunciou que o terceiro livro terá o ponto de vista de Ian.

Espero que vocês tenham gostado da resenha, e se você já leu esse livro me conta o que achou dele nos comentários. :)




Comentários

Postagens mais visitadas